Álbum da vez: STARBOY – THE WEEKND

Todo mundo sabe que o talento do jovem Abel Makkonen Tesfaye, de 26 anos, é indiscutível. Eu lmbro quando ele estourou com I Can’t Feel My Face e foi até comparado a Michael Jackson. Amém pra eles!

Atendendo artisticamente pelo nome de The Weeknd, o cantor lançou seu terceiro álbum de estúdio, Starboy, no dia 25/11/2016. Ele conta com a produção e participação do Daft Punk e colaborações de Lana Del Rey, Future e Kendrick Lamar.

O álbum é muito bom, de verdade. Quem conhece os outros ábuns do cantor (Triology, Kiss Land e Beauty Behind Madness) sabe o quão talentoso ele é e sabe o quão gostosas são as músicas dele. Jesus abençoa esse cara e essa voz e essa capacidade de fazer a gente viajar com cada músic.

No álbum novo eu não consigo escolher uma favorita não, gosto de todas porque realmente TODAS SÃO BOAS, mas confesso que quando começo a ouvir Party Monster e True Colors não consigo mais parar (elas já entraram numa playlist aqui hehehe). E na verdade eu aco que não consigo tirar nenhuma música do repeat mesmo, rs.

Vou deixar aqui o link do single promocional que leva o mesmo nome do álbum e do single mais recente (a minha favorita Party Monster) logo abaixo o link para vocês baixarem o cd.

 

Baixe o Starboy no Hits&Beats: http://v5.hitsebeats.xyz/2016/11/the-weeknd-starboy-international_26.html

Anúncios

Feliz Natal + Sam Smith In the Lonely Hour Drowing Shadows Edition

DSCN3809_edited

TO NUMA FELICIDADE QUE MAL CABE EM MIM !!
Sim, ganhei meu tão sonhado álbum ‘In the lonely hour’ do Sam Smith. E como juros pela eterna espera desse tão querido CD, ainda foi a versão ‘Drowing shadows edition (ou Deluxe, para aqueles mais práticos).

Esse post não é sobre a vida/carreira do Sam (até porque eu não sei muito sobre este tópico). Se vocês estiverem curiosos, procurem no google, ajudará muito.

Whatever… voltando aqui, eu vim para falar do CD. Ele vem com dois discos. No disco 1 estão todas as músicas que estavam presentes na primeira edição do CD – das quais eu ainda não consegui definir minha preferida, embora eu ache que Make it to me seja uma forte candidata. No disco 2 temos alguns covers como ‘Love is a losing game’, e algumas de suas músicas originais em formato acústico ou ao vivo. E ALÉM DISSO A TÃO MARAVILHOSA ‘DROWING SHADOWS’ QUE FOI A MÚSICA MAIS TRISTE QUE ELE JÁ ESCREVEU /todaschoradeemoçaum

vou usar 1_edited

vou usar 2_edited

vou usar 3_edited

Achei o preço meio salgado aqui no Rio. Ele (o álbum) chegou na lojas americanas do meu bairro há mais ou menos uma semana sob o preço de R$40,00. Eu estava esperando abaixar, porque não sei se vocês sabem, mas universitária só tem dinheiro pra passagem e almoço; mas de repente – no Natal para ser mais exata – minha mãe me surpreendeu com esse presente e EU TO MEGA FELIZZZZZZZ !!!

Se vocês não conhecem o som do Sam, eu super indico, mas já aviso de antemão que a maioria das músicas são românticas, quiçá transparecem uma dor de cotovelo, então… De qualquer forma ele é mega talentoso e vale a pena separar um tempinho para escutar suas músicas.